Nesta terça-feira (27/03/2018) o deputado estadual Patrício Destro (PSB) e lideranças dos municípios de Itapoá, e Pouso Redondo reuniram-se com o secretário estadual de segurança pública, Alceu de Oliveira Pinto Junior. Os temas principais foram o aumento de efetivo, instalação de câmeras de monitoramento e a dificuldade em manter preso alguém que foi condenado.

Sobre este assunto, o secretário propôs uma reunião com o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e pontuou a situação de Rio do Sul que já teve 520 apenados e hoje, por falta de vaga, mantem detido 200. “Falhamos todos quando a pessoa é presa 60 vezes e liberada”, afirmou o secretário. Santa Catarina tem 23% de detentos a mais que a capacidade suportada pelo sistema prisional e ainda assim é uma das menores taxa no Brasil.

As autoridades de Pouso Redondo apresentaram a situação de um criminoso detido 75 vezes. Eles tiveram a informação sobre uma revisão na divisão do efetivo. Reclamação compartilhada por lideranças de Itapoá. No ano passado, a cidade com apenas 9 mil habitantes, registrou 20 homicídios. Outro problema apresentado foi a necessidade de adequação no prédio que é alugado e abriga a Polícia Militar. O presidente da Câmara de Vereadores disse que o legislativo da cidade está disposto a devolver a sobra do orçamento para investimento na reforma.

Como estava com o secretário, Destro aproveitou para questionar sobre demandas apresentadas por outros três municípios catarinenses. Papanduva terá o pedido para a instalação de câmeras de segurança atendido até o fim de abril. A cidade deve receber dez equipamentos que serão instalados em pontos estratégicos para monitoramento, pela Polícia Militar, das áreas com maior movimentação.

Os pedidos de Guaramirim e Schroeder para a aquisição de mais câmeras está sendo analisado pela Secretaria de Segurança Pública. Atualmente as duas cidades já possuem alguns equipamentos. A secretaria está fazendo o levantamento de custos e estudando a possibilidade de fazer uma parceria com empresas privadas para integração das câmeras com o sistema estadual. “Essa medida aumentaria consideravelmente as áreas monitoradas remotamente pelo policiais. Logo no início do nosso mandato apresentamos um projeto de lei para que isso se concretizasse e ficamos muito satisfeito que o tema esteja em discussão”, concluiu Destro.

Tatiana Sabatke – Assessoria de comunicação deputado estadual Patrício Destro

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Notícias de Itapoá.